Sensibilidade à comida, inflamação e sistema imunitário

Quando não comes, estás bem, e quando comes ficas inchada, mal disposta, mal humor, enxaqueca, falta de energia, com gases?

Podes estar com uma sensibilidade à comida.

Como testar esta sensibilidade?

  • Remover os top 5 alimentos – glúten, lacticínios, soja, milho e ovos por 3 semanas;
  • Reintroduzir um de cada vez de 4 em 4 dias para ver se há alguma reacção;
  • Quando reintroduzires, come o alimento várias vezes ao dia durante 2- 3 dias e observa. Se tiveres uma reacção imediata, não precisas de continuar a comer.

Depois de remover os alimentos que podem provocar inflamação, devemos tratar o intestino com probióticos, prebióticos, e comida fermentada.

A glutamina (presente no frango, carne de vaca, feijões, couve, beterraba, espinafres e salsa), assim como o óleo de côco, são bons para repor o intestino.

Para acabar com a inflamação para o resto da vida podemos suplementar diariamente com:

  • 250 mg de óleo de peixe (ómega 3)
  • Polifenóis – enzimas antioxidantes

 

Sistema imunológico

Factores que têm um papel na redução do sistema imunológico:

  • Consumo de álcool;
  • Histórico de nascimento ( cesariana ou vaginal)
  • Medicamentos para a dor;
  • Uso de antibióticos;
  • Níveis de stress.

A diminuição do nosso sistema imunológico traduz se em alergias e doenças auto-imunes.

Sinais de inflamação:

  • Vermelhidão;
  • Calor;
  • Dor;
  • Inchaço.

70% do nosso sistema imunológico está no nosso intestino.

Para tratar um intestino doente devemos:

  • Remover alimentos inflamatórios;
  • Considerar suplementos como aloe, glutamina, licorice e l-carnitina;
  • Adicionar probióticos para ajudar a população do intestino com bactérias boas;
  • Adicionar prebióticos para alimentar as bactérias boas do intestino.

 

Com o tempo, o intestino recupera e poderemos voltar a introduzir os alimentos que nos provocavam inflamação. O intestino pode demorar mais de seis meses a recuperar e estar pronto para a reintrodução.